Como é bom ser ambicioso!

ambição 3

A ambição nada mais é do que tornar o seu eu ideal, em real. É sermos autênticos naquilo que acreditamos, que respeitamos e amamos.

A questão é que definitivamente não é fácil ser autêntico. É por isso que podemos afirmar que a autenticidade é um caminho que poucos percorrerão, pois é muito difícil sermos fortes interiormente e dizer não e dizer sim quando assim tem que ser. Além disso, surgem uma variedade de coisas que fazem com que pensemos que o nosso ideal é falso e com isso acabamos por fugir dele, lenta e progressivamente, já que agir dessa forma é mais fácil.

Sermos ambiciosos é sermos exigentes com a nossa vida, mas muito exigentes mesmo, além de sérios com os nossos sonhos.

Observo várias pessoas a meu redor, pessoas estas que escolheram um determinado estilo de vida, com um emprego estável, razoavelmente remunerado, mas que definitivamente não são valorizadas em sua unicidade. Conformadas com sua escolha infeliz, dizem: “_ É a vida!”.

Outros sujeitos escolhem ficar com a pessoa que dizem que amam porque não “encontram” mais ninguém e não desejam ficar sozinhas. É compreensível, mas indigno. Simplesmente perderam a ambição. Tudo é mais difícil.

É interessante observar que à medida que a idade vai avançando, a ambição vai se perdendo, do mesmo modo que se perdemos o brilho no olhar, ou mesmo a vitalidade. Olhe à sua volta, e você verá. Felizmente há exceções, mas muitas vezes os adultos tornam-se criaturas mais conformadas.

Quando somos adolescentes, somos jovens, bonitos, cheios de ideais. Temos o futuro incerto e sentimo-nos livres para poder voar, sonhar e sermos ambiciosos. Quando concluímos a faculdade e conseguimos um emprego fixo, tudo se torna mais difícil. Muitas horas de trabalho, cansaço. O tempo a cada dia se torna mais curto e a vida se torna rotineira, despida de interesse, de luz, de novidade, de brilho. Essa não é uma visão pessimista e sim realista. E não pense que estou falando de pessoas idosas. Adultos jovens, com 27, 28, 29 anos, já perderam a ambição. É incrível, mas é verdade! Esses jovens adultos já entregaram-se ao sistema e muitos deixaram de sonhar.

Por isso, considero importante que pensemos nessas situações, pois não é fácil ser ambicioso quando nosso círculo social vai se desbotando. Os amigos se casam e deixam de ter tempo para nós. Nós mesmos nos comportamos dessa maneira. Existem muitas pessoas na rua, mas não as reconhecemos com ternura. Falta autenticidade em todo aquele espetáculo social. Enfim, sentimo-nos apagados e frios.

Sendo assim, onde está a chave da ambição? Eu creio que está dentro de nós e na seriedade de nosso compromisso com a felicidade. Precisamos escutar nosso interior. Creio que o segredo seja esse. Olhe para dentro de si e pergunte: “Sou feliz?”. É fundamental que façamos essa pergunta sem medo e que tenhamos coragem de mudar se assim for necessário.

Nada é mais valioso que a ligação entre o meu eu ideal, os meus sonhos, as minhas metas, o que eu quero ser e aquilo que sou. Ter ambição é ter isso. É a força da minha vontade mais alta que qualquer ideia ou juízo. A ambição é a concretização da minha unicidade. É sermos amigos de nós próprios!

Quando analisamos as psicopatologias, como as neuroses, obsessões, depressões, estas podem ser encaradas como sinais da falta de autenticidade em nossa vida. A insônia, a ansiedade, os pesadelos, são apenas reflexos do esquecimento da nossa felicidade.

A ambição é muito importante, já que veicula todo o resto e é de fato necessária para partirmos para a ação, não ficando somente sentados pensando nas possibilidades. É preciso agir e sentir a espontaneidade, a irregularidade e o espanto. Bem lá no fundo, isso é viver. Ser ambicioso é amar a vida.

Conhece alguém mais velho que é feliz de verdade? É realmente difícil conhecer alguém assim. Há uma altura da vida em que deixamos de sonhar e de lutar. Afirmamos para nós mesmos que estamos cansados. Perdemos a ambição.

Algo indispensável para a ambição é a capacidade de interpretação do nosso ser. Darmos-nos conta de que somos diferentes a cada minuto e que não precisamos ficar presos a uma forma de ser e de estar. Nós somos seres criadores! E assim vamos crescendo! O difícil é equilibrar a contínua renovação e o compromisso com a nossa ambição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s