Água e alimentos: uma parceria?

Fruit Dropping into Water --- Image by © Lew Robertson/Corbis

Que a água é uma fonte preciosa de saúde nós já sabemos. A novidade é que um trabalho publicado no Jornal Científico Appetite e dirigido por Bettina Cornwell da Universidade de Oregon e por Anna McAlister da Universidade de Michigan State revela que a ingestão de água pode modificar a maneira como comemos.

Essa pesquisa foi dividida em dois estudos. O primeiro deles envolveu uma amostra de 60 jovens adultos americanos, com idades entre 19 e 23 anos e aprofundou-se no papel das conjugações entre bebida e comida. O segundo estudo foi realizado com 75 crianças americanas com idades entre 03 e 05 anos e buscou determinar o papel das bebidas no consumo de vegetais.

Os participantes mais velhos, os quais podiam escolher os alimentos, elegeram combinações de refrigerantes acompanhados por alimentos calóricos e salgados. Já na experiência realizada com crianças, constatou-se que estas ingeriram mais vegetais crus (cenouras e pimentões vermelhos) quando servidos com água do que quando servidos com uma bebida adocicada, como o suco ou o refrigerante, por exemplo. Estes resultados deixam clara a influência da escolha da bebida servida à refeição na seleção e até mesmo quantidade de alimentos consumidos.

Conforme a professora Cornwell, as nossas preferências a nível paladar são grandemente influenciadas pela exposição repetida e contínua a determinadas comidas e bebidas. Desde muito pequenas, as crianças se condicionam a associarem bebidas doces e calóricas a comidas salgadas e gordurosas. Um exemplo claro disso é que quando consumimos um hambúrguer com batatas fritas, a tendência é que estes venham acompanhados de refrigerantes. Já quando consumimos uma sopa, é possível que desejemos água ao invés de uma bebida adocicada. Sendo assim, fica claro que a escolha da bebida tende a influenciar a escolha da comida.

Isso deixa evidente que existem benefícios em fazer refeições acompanhadas exclusivamente com água ao invés de outro tipo de bebida, já que isso permitirá que o paladar seja melhor explorado e se diversifique, não se habituando intensamente a alimentos açucarados ou salgados, o que poderá gerar uma fixação ruim se comparada à escolhas mais saudáveis. Parece uma mudança pequena, mas esta poderá gerar um impacto significativo no combate ao problema cada vez maior de obesidade, especialmente em crianças. Mudanças pequenas e consistentes como esta se tornam imprescindíveis quando nos lembramos que a Organização Mundial de Saúde define que a obesidade é a “epidemia do século XXI”.

Por isso, não hesite em disponibilizar somente água para suas refeições e para as refeições de seus entes queridos. Além de economizar, vocês ganharam muita qualidade de vida e saúde!

Anúncios

Deseja ser aprovado em um concurso público? Siga as dicas…

download

No atual contexto brasileiro, se torna cada vez maior o número de pessoas que desejam estabilidade financeira e um emprego seguro. Felizmente, essa realidade é bem atingível para um grupo considerável de sujeitos, visto que também é crescente a abertura de vagas que são ocupadas através dos concursos públicos. Você deseja ardentemente uma dessas vagas? Então, prepare-se: há uma série de coisas que precisam ser estudados e uma infinidade de livros e apostilas para serem lidos.

É extremamente comum que muitas pessoas escolham o início de um ano para começarem a se dedicarem aos estudos. Entretanto, estando no mês de janeiro, você observa que muitos de seus amigos estão em férias escolares e você acha que merece descansar um pouco. Em fevereiro, ainda em ritmo de férias e com a chegada do Carnaval, você pensa que ainda há muito tempo para estudar a partir do mês de março e adia mais um pouquinho. No mês de março, seu irmão lhe indica um jogo online sensacional, que faz com que você disponha de todo o seu tempo livre para desfrutar dessa delícia. Passam os meses de abril, maio… De repente, você se depara com uma quantidade inacreditável de conteúdos para estudar, e o tempo parece mínimo. O que fazer?

Esse hábito, tão comum, mas ao mesmo tempo tão ruim, tem um nome: PROCRASTINAÇÃO, tema este já desenvolvido em outro texto exposto nesse blog. A procrastinação é algo tão comum entre os estudantes, que muitas universidades americanas mantêm páginas em seus sites oficiais com conselhos de como vencê-la. No Brasil, ainda não foram desenvolvidas páginas que trabalham especificamente com esse tema. Enquanto isso não acontece, seguem algumas dicas para você deixar de procrastinar e se dedicar rigorosamente aos estudos.

1) Saiba o que deseja: Você realmente deseja passar em um concurso público? Se a resposta é sim, certamente se sentirá motivado a lutar por isso. Se você está em dúvidas, certamente a motivação não será a mesma. Desse modo, resolva essa questão o quanto antes e descubra o que realmente quer fazer.

2) Organização é fundamental, mas a diversão também: Ter tempo para todas as atividades é uma necessidade. Dormir, se alimentar bem e se divertir são coisas cruciais para que você se dê bem nos estudos. O que não pode acontecer é se dedicar exclusivamente aos momentos de lazer. A sugestão é elaborar um cronograma com as tarefas que precisam ser feitas, incluindo nele um espaço para os momentos de diversão.

3) Comece: O ditado “não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje” é uma lei para quem deseja verdadeiramente estudar. Na verdade, é muito bom para nós mesmos que criemos o hábito de começar já tudo o que temos que fazer. Substitua o “mais tarde eu faço” pelo “vou resolver isso imediatamente”.

4) Elimine as distrações: Quando for estudar, não hesite: desligue a TV e o celular. Os aparelhos eletrônicos, de um modo geral, são as maiores distrações de quem deseja estudar. Então, definitivamente, mantenha-os longe de você nos momentos em que estiver estudando, e desligue-os.

5) Estudar deve ser sua nova profissão: Seu intuito é passar em um concurso público, certo? Isso quer dizer que, quando estiver trabalhando, será um profissional responsável e dedicado. Assim como acontecerá em sua vida profissional, é necessário que você, como estudante, cumpra horários, se organize, faça cronogramas de trabalho e siga os planos com seriedade e disciplina.

6) Gostar de estudar exige treino: Esforce-se ao máximo para aprender a gostar dos conteúdos que você precisará estudar. Começar uma tarefa acreditando que essa será ruim e maçante é desmotivador e fará com que você rapidamente desista. Seu cérebro capta essa informação negativa e seu comprometimento com os estudos, consequentemente, será menor.

Pare, pense, mude de conduta e… Bons estudos!