Ansiedade normal e ansiedade patológica

download

A ansiedade é um estado emocional que faz com que o sujeito se sinta desagradável, tenso e alarmado, alimentando a expectativa de que algo indefinido irá acontecer. Esse indivíduo sente-se indefeso e inseguro frente a uma ameça que não consegue identificar. Em suma, a ansiedade é uma estado de alarme e medo relativo a algo que é encarado como incerto e normalmente perigoso. Desse modo, ela resulta de um sofrimento antecipatório acerca do futuro, o que acaba fazendo com que a pessoa não vivencie o presente.

É bem comum que a inquietação psíquica característica dos estados ansiosos venha acompanhada por uma inquietação motora, como os tiques nervosos por exemplo, bem como por sintomas físicos como palpitações, dificuldade respiratória, taquicardia, náuseas, vômitos, etc.

Existem duas maneiras desse estado emocional ser desencadeado: a ansiedade normal e a ansiedade patológica. A primeira é uma resposta natural à percepção de ameça e está diretamente relacionada a acontecimentos, explicando-se em função do estímulo que a gera. A ansiedade normal detém-se a seu caráter esporádico e reativo, não desencadeando repercussões na eficiência cognitiva e no funcionamento corporal. Esta apresenta uma função mobilizadora e adaptativa que possibilita a criação de estratégias de resposta frente aos problemas. Assim, podemos afirmar que a ansiedade normal não requer tratamento, dada a sua natureza cronológica e lógica.

Em compensação, na ansiedade patológica há uma desproporção intensa entre o estado emocional do sujeito e a importância do acontecimento, ou ainda com uma resposta sem relação com estímulos externos e apresenta um padrão repetitivo e persistente. Contrariamente à ansiedade normal, a ansiedade patológica afeta a eficiência cognitiva, evidenciando diminuição do rendimento da memória, concentração e pensamento, fazendo com que situações passadas sejam revividas e encaradas como ameaçadoras no presente e desencadeando repercussões corporais significativas.

Levando em consideração as variadas repercussões desorganizadoras do mundo interno e relacional do sujeito, a ansiedade patológica necessita de tratamento psicoterapêutico. Quanto mais precoce for a intervenção, menos conseqüências negativas a ansiedade provocará na vida do sujeito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s