Nosso maravilhoso cérebro!

cerebro

Indiscutivelmente, o cérebro é o objeto mais sofisticado do universo. Milhões de mensagens são transmitidas a ele durante todo o tempo, em uma grande velocidade, através do sistema nervoso, capacitando o cérebro a receber, processar, guardar informações e enviar instruções para todo o corpo. É seguramente a maior e mais poderosa ferramenta à disposição dos seres humanos.

Então, se o cérebro é tão poderoso, porque não somos bons em tudo o que nos dispomos a fazer, mas em compensação, somos melhores do que muitas pessoas em algumas atividades específicas? Algumas partes do cérebro apresentam grande atividade neuronal e por isso tendem a serem mais desenvolvidas. Isso acontece a partir de uma série de fatores, como o tipo de educação que recebemos quando crianças, as experiências que vivemos e também nossas preferências. Um sujeito pode ser bem eficiente em um aspecto; outro, pode ser mais lógico; um terceiro pode ser mais criativo. Obviamente, essa é uma explicação simplória do funcionamento cerebral, visto que diferentes áreas do cérebro atuam juntas para realizar a maioria das tarefas, sendo uma delas dominante. Ainda assim, esse esclarecimento evidencia como as habilidades cerebrais diferem de uma pessoa para outra. Em suma, é uma questão de educação e genética. Sendo assim, não se sinta mal se você é terrível em matemática ou não se dá tão bom com o português. É muito provável que você seja excelente em outra área. Existe uma enorme variedade de inteligências como habilidade de raciocinar, planejar, resolver problemas, pensar de forma abstrata, compreender ideias, usar a linguagem e aprender.

Não obstante, isso não significa que você não consiga desenvolver uma capacidade mental em que você se considera menos potente. É indevido acreditar que porque não somos bons em uma área, não adianta tentarmos melhorar. O cérebro é parecido com um músculo do corpo: se ele for exercitado, poderemos desenvolver a sua potência. Com empenho, podemos melhorar e expandir a aptidão mental.

Para que isso aconteça, não podemos focar em um tipo específico de treinamento: realizar palavras cruzadas, por exemplo, é ótimo, mas se focamos somente nessa atividade, estaremos nos esforçando para desenvolver somente nossa habilidade verbal. Caso foquemos na prática de cálculos matemáticos, estaremos desenvolvendo especificamente nossa habilidade de raciocínio lógico. Se nos organizamos para aprender um novo esporte, o foco será na habilidade sinestésica. Desse modo, o mais interessante é nos esforçamos para praticarmos todos os tipos de atividades. Assim, estaremos desenvolvendo nossa concentração, memória, raciocínio e aprendizagem.

Vamos começar?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s