O que é mais duro? Magoar ou entristecer?

tumblr_lmdo6fk4S61qb5lkso1_500

Muitas pessoas apresentam uma grande dificuldade de se expressarem por temerem magoar o outro. Pensamos dessa maneira porque nos desenvolvemos em um contexto social onde aprendemos que expressar emoções desagradáveis ao outro, ou sobre o outro, significa magoá-lo.

A ideia de magoar o outro é tão detestável que as pessoas se sentem mais tranquilas e seguras quando anulam a expressão das próprias emoções, mesmo que isso seja prejudicial, incoerente e sofrido para ambas as partes.

Como essa é uma demanda terapêutica muito comum, comecei a fazer alguns tipos de questionamentos: o que é exatamente magoar o outro? Quando é que magoamos o outro? No senso comum, magoar é o mesmo que menosprezar o outro, seja desconsiderando uma postura agressiva ou ainda uma postura negligente do mesmo. Pode-se dizer, então, que magoar sugere não considerar o outro na equação. Não obstante, o que normalmente acontece não é isso, e sim o contrário: apreciamos tanto o outro, bem como o valorizamos profundamente, que nos esquecemos de nós mesmos.

A partir dessa constatação, façamos uma análise: será que realmente magoamos os outros quando expomos de uma maneira cuidadosa as nossas opiniões divergentes ou ainda as nossas emoções menos agradáveis perante eles? O que irá acontecer? Irei magoar ou irei entristecer?

Se alguém aponta características menos positivas minhas, eu fico triste; se me dizem “já não sinto por você o que sentia”, eu fico triste; se não concordam com a mesma opinião que eu sobre um tema que me é querido, eu posso ficar triste também; mas e magoada? A mágoa surge no momento em que alguém que está saturado por passar por cima do que pensa ao meu respeito, acaba se posicionando de uma maneira agressiva, em um ato de explosão de sentimentos, ou também quando apesar de afirmar que gosta de mim da mesma maneira de sempre, esse alguém se comporta de uma maneira corporalmente incompatível com essa fala, como por exemplo com irritação e raiva e ainda quando por alguém ter uma opinião diferente da minha, critica a minha opinião de forma desrespeitosa.

Desse modo, fica claro que o problema não é ocultar o que sentimos e sim termos cuidado com a maneira em que nos expressamos.

A questão é que algumas pessoas se incomodam não somente com a ideia de magoar, mas também com a ideia de entristecer o outro. Se esse é o seu caso, eu afirmo que podermos dar atenção às nossas tristezas e ficar a dar-lhes algum suporte quando surgem é essencial para arrumarmos as nossas dores e podermos então abrir-nos a novas possibilidades. Por outro lado, ao ocultar verbalmente o que a nossa expressão corporal não consegue esconder, podemos estar magoando alguém querido sem nos darmos conta dessa situação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s