Negativismo: uma epidemia?

negativismo

Estamos em uma época de crise! Os cenários brasileiro e mundial estão em declínio! O desemprego está assolando todos os setores! Manchetes de acidentes, mortes, tragédias! Pessoas reclamando que nada está bom! Situou-se? É esse contexto que tem enfrentado? Logo que acordamos, todos esses tipos de situações são lançados a nós, nos deixando cansados, tensos, abatidos e desesperançosos. Toda essa confusão faz com que, aos poucos, percamos o encantamento da vida, que se torna descolorida, sem sabor, nos impedindo de nos esforçarmos para irmos à diante, a sorrir naturalmente e principalmente, nos bloqueando de acreditar em um futuro positivo.

No entanto, será que temos pensado que se fizermos pequenos movimentos em nosso contexto, poderemos viver com mais qualidade e otimismo? Sofrer por causa do pessimismo nacional ou temer pelo futuro é sofrer por antecipação, ou seja, não nos leva a lugar nenhum. Esse sofrimento só serve para que fiquemos sem energia, sem fé. É importante reconhecermos que sempre é possível reagir e construir momentos de grande felicidade. Quer saber como? Siga as dicas!

Em toda e qualquer crise, existem pessoas que estão muito bem sucedidas. Conhece alguma delas? Pense no que estas pessoas estão fazendo para se darem bem.

Antes de acreditar e disseminar tudo o que tem ouvido, como por exemplo “estamos em uma onda de desemprego”, “não há dinheiro para nada”, “é impossível”, “na vale à pena”, reflita sobre o que acabou de ouvir. Será que realmente tudo está dessa maneira?

Em cada dificuldade que ouvir, dedique alguns minutos de seu tempo para pensar criticamente: em todas as situações, por mais delicada que pareça, existe um lado bom. Qual é o lado positivo do que ouviu? Pode ter certeza, mesmo que seja uma fresta pequena, um jeito de escapar sempre existe.

Tenho certeza que você já deve ter enfrentado situações críticas. Todos nós passamos. Contudo, você conseguiu enfrentar esse problema. Dessa vez, não será diferente.

Observe mais atentamente seus pensamentos e conversas internas: está mais focado no positivo ou no negativo? Em situações de crise, é frequente que pensemos em tragédias, problemas, impossibilidades e projeções catastróficas do futuro. Quanto tempo você tem dedicado aos bons pensamentos, às esperanças e às hipóteses de um futuro onde possa viver com tranquilidade e segurança? Nessas situações, é importante que lancemos mão de nosso potencial interno ou adquirido – formação acadêmica, cursos, personalidade, trajetória profissional. Tudo isso representa uma possibilidade lógica de enfrentamento de crises.

Frases de incentivo, ditados populares, conhecimentos da avó, enfim, frases de efeito, quando repetidas com convicção, servem-nos de guias e fazem com que nos sintamos firmes. Por isso, minha sugestão é que escreva essas frases em lugares que acessa com frequência: proteção de tela do computador, espelho, geladeira, entre outros. Certamente, você ficará mais forte! Seguem algumas das frases que muito me auxiliam:

  • Se estou respirando, é sinal de que está tudo bem;
  • Se há pessoas que conseguem, eu serei uma dessas pessoas;
  • Se cair mil vezes, irei me levantar mil vezes;
  • Cabeça erguida, o caminha é para frente;
  • Enquanto há vida, há esperança.

É bem possível que esteja preocupado, já que hoje a preocupação tem sido uma realidade. Todavia, a preocupação não irá lhe trazer nenhum ganho. Mais do que nos preocuparmos, precisamos agir. O que tem feito para transformar a sua vida? Tem estudado? Lido mais? Tem trabalhado o quanto pode? Tem se dedicado à família, amigos? Tem poupado dinheiro? Quando agimos, vivenciamos a sensação de controle sobre nossas vidas, o que faz uma diferença considerável em nossa perspectiva.

Não entenda que desejo que você fuja da realidade e que estou sendo exageradamente otimista. O que quero deixar claro é que nada é tão mal quanto parece! Sempre há uma luz no fim do túnel! Pense nisso! E sorria!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s