A velocidade da vida está me consumindo!

homem-multitarefas-muitos-trabalhos-1351087748688_615x300

A sociedade moderna tem pregado cada dia mais a velocidade para a execução de tudo. Vivemos em um período imediatista, que muda a cada segundo. Esse processo é tão avassalador, que há momentos em que nos sentimos sugados por tanta velocidade!

Nos encontramos em uma sociedade onde há mil possibilidades, mil escolhas, mil ofertas. E o pior: tantas coisas parecem interessantes e dignas de nosso interesse! Isso faz com que nos deparemos eventualmente em dilemas quanto ao que escolher e como agir diante de tantas ofertas e oportunidades.

A condição humana é a condição da escolha. A nossa sina é sempre ter que escolher. A cada segundo vivido, uma escolha é realizada. Por isso, é tão importante que façamos escolhas positivas e saudáveis. Para isso, precisamos escolher com convicção e consciência. A escolha é algo eminente no ser humano. Ao mesmo tempo, a escolha é uma condição inevitável, ainda que tenhamos na maior parte do tempo várias possibilidades de escolhas. É justamente por isso que corremos o risco de nos perdermos ao fazermos uma escolha.

Cada um de nós tem em sua mente uma série de planos que almejamos concretizar, além de ideias, pensamentos, ideais… No entanto, existem vários meios modernos que fazem com que nem sempre sustentemos esses planos. É comum que idealizemos uma série de coisas durante o dia para colocarmos em prática quando chegarmos em casa. Contudo, quando chegamos em nossa residência, ligamos a televisão e automaticamente somos invadidos por uma série de canais sedutores e agradáveis, que fazem com que nos esqueçamos do que havíamos idealizado. Além disso, há a internet e todas as redes sociais que permitem que convivamos com ideias, pensamentos e desejos dos outros. A partir daí, passamos a consumir a perspectiva do outro ao invés da nossa.

É justamente nesse ponto que fica evidente que podemos nos perder com facilidade. Desse modo, onde fica eu? Onde fica você? Onde ficamos nós?

Psicologicamente falando, fica instaurada uma ambivalência desencadeada pela indecisão da escolha, a qual consequentemente gera uma divisão: estamos em todo o lado, mas concomitantemente, não estamos em lugar nenhum! Estamos perdidos entre as escolhas. Enfim, estamos alienados!

O que fazer para reverter essa situação?

Uma boa sugestão é que ao invés de nos entregarmos a todos os prazeres tecnológicos logo após chegarmos em casa, que peguemos uma folha de papel e comecemos a escrever todas as ideias que tivemos durante o dia. Não precisa ser nada muito sofisticado. Uma lista simples, organizada em tópicos, é suficiente para que não perdamos o que havíamos projetado. Podemos escrever tanto coisas que desejamos fazer, quanto coisas que precisam ser feitas. Podemos dividir essa lista em deveres, sonhos, projetos, etc. Quanto mais organizados ficamos a nível externo, maior será a nossa organização interna, e vice-versa. A partir da execução dessa simples tarefa, você reconhecerá que tem mais controle e consciência sobre si mesmo do que imagina ter. Além disso, conseguirá fazer o que realmente deseja fazer, bem como terá mais tempo para seu lazer e sua família. Vamos colocar em prática?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s