Sempre e nunca: palavras limitantes

download (5)

Sempre e nunca são palavras rígidas, inflexíveis e limitadoras de nossa experiência. O uso constante dessas palavras traz consigo um impacto opressivo em nossas ações. Vamos conhecer um pouco mais sobre esse assunto?

Quando passamos por uma experiência sacrificante, como por exemplo um fim de relacionamento, é comum pensar que “nunca mais serei feliz” ou ainda “eu sempre vou sofrer nos relacionamentos”. Quando afirmamos isso, estamos generalizando nossa vida de uma maneira complexa, construindo um padrão que não se adequa com as experiências que vivemos no concreto. Isso faz com que só consigamos ver as situações que confirmam esse padrão. Qualquer experiência que vá contra o padrão que criamos é desconsiderada. Agindo dessa maneira, estamos fortalecendo nossas crenças negativas sobre nós, sobre os outros e sobre o mundo. Esse padrão é tão forte, que se passamos a acreditar que não conseguiremos um novo emprego, por exemplo, qualquer negativa que recebemos nesse aspecto se torna um alimento para a nossa crença inicial. Se acreditamos que sempre fomos azarados, iremos passar a ignorar os nossos momentos de sorte. Seja individual ou relacionalmente, sempre e nunca são termos que impedem nossa capacidade de mudança.

Quando adentramos nessa realidade paralela, obtemos a inadequada capacidade de distorcer o nosso passado e o nosso futuro, o que consequentemente afeta e prejudica o presente. A nossa vida afetiva nem sempre foi um desastre, já que mesmo em relacionamentos mal sucedidos, houveram momentos de harmonia. Um relacionamento que não foi à diante não é uma prova de que nunca seremos felizes. Essa situação se adequa a qualquer outro ponto de nossa vida.

Pensamentos com “sempre” e “nunca”geram emoções difíceis como a raiva, a vergonha, a tristeza, a culpa, entre outros. Estas emoções nos impedem de viver plenamente e reforçam nossas crenças ruins. Agindo desse modo, acabamos presos em nós mesmos, com a sensação de que nada mudará a nossa vida. Pense comigo: se eu ingresso e uma relação acreditando que em algum momento serei rejeitado, estarei na relação com uma expectativa inconsciente de que isso irá acontecer a qualquer momento. O mais curioso é que se isso não acontecer, criarei condições inconscientes para que essa rejeição aconteça. Isso ocorre porque bem ou mal, a rejeição é um terreno conhecido. O novo causa medo, e o novo nesse caso é que o meu parceiro me ame incondicionalmente, ou seja, as minhas crenças não serão confirmadas e eu entrarei em uma zona desconhecida, e por isso assustadora. Os meus comportamentos verbais e não verbais estarão influenciados pela emoção medo (da rejeição). Reconheço que quem já passou por uma situação decepcionante sente medo de viver tal situação novamente, mas ao mesmo tempo é preciso reconhecer que a vida nos oferece inúmeras possibilidades, desde que nos esforcemos para enxergar isso.

As palavras sempre e nunca são usadas com frequência no dia a dia. As pessoas que se comunicam a partir do estilo manipulador, usufruem dessas expressões para ganhar controle sobre o comportamento dos sujeitos a seu redor, limitando-os. Já no estilo passivo de comunicação, as palavras sempre e nunca aparecem em crenças que reduzem a capacidade do indivíduo, fazendo com que este reconheça que todas as pessoas são melhores que ele, o que torna o mundo um lugar ameaçador. O mais interessante é que quando nos comunicamos de maneira assertiva, esses termos não precisam ser utilizados em nenhum momento. Então, como ser assertivo? Basta que estejamos focados em fatos concretos no aqui e agora, mantendo-nos atentos às possibilidades de soluções para os problemas que surgem, aceitando as exceções e desconsiderando padrões de comportamento.

Faça a experiência!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s