Violência contra professores…

violencia 3333333

O Brasil infelizmente atingiu o primeiro lugar em um ranking extremamente negativo: violência contra os professores. Isso deixa evidente que os alunos, sejam eles crianças ou adolescentes, estudam em um sistema repleto de falhas e de ineficiência.

O problema da violência contra o professor é um ciclo complexo, que se inicia, ao meu ver, em dois pontos: O primeiro deles é o fato de o sistema de educação brasileiro ser arcaico, não acompanhando o nível de desenvolvimento tecnológico e apresentando poucos recursos atraentes para o professor, que não tem nem mesmo um salário motivador.  Além disso, é bem comum que os profissionais da área da educação sejam pouco preparados pelo sistema para desempenharem a sua atividade acadêmica com excelência, exercendo a profissão de professor sem praticamente nenhuma experiência  e com uma enorme dificuldade para encontrarem recursos para envolverem os alunos. Esses profissionais se sentem pouco motivados, desanimados com o sistema e com a falta de recursos atraentes para os alunos, acabam não desejando se desenvolverem da maneira que deveriam. Naturalmente, toda essa falta de preparação faz com que os alunos se sintam desmotivados e pouco interessados pelo o que é ensinado, tornando-se alunos agitados e até mesmo indisciplinados. Isso faz com que o professor, muitas vezes, tenha que se comportar de uma maneira enérgica, autoritária e controladora, o que em algumas situações gera revolta nos alunos. A partir daí, a sala de aula se torna um campo de guerra, gerando violência de ambos os lados.

O segundo ponto, não menos importante, é que muitas famílias estão formando sujeitos que não estão minimamente preparados para se comportarem como alunos e tampouco respeitarem a figura do professor, que é a autoridade da sala de aula. Há alguns anos, até mesmo os pais respeitavam os professores, aceitando e concordando quando estes repreendiam os alunos por causa de uma conduta inadequada. Hoje, o professor, além de se sentir ameaçado pelo aluno, também se sente ameaçado pelos pais, que se incomodam com as tentativas de correção que os professores desempenham. A família não tem desempenhado o papel de fazer com que desde pequenas, as crianças compreendam  a importância da escola e o respeito pelos que ensinam.

Muitos pais desejam que os filhos tenham educação de qualidade, mas ao mesmo tempo, estão agindo com pacificidade diante da violência contra os professores. Há um evidente colapso no sistema educacional. Os pais podem auxiliar na reversão dessa situação, participando mais ativamente das discussões acerca das melhorias necessárias nas escolas. Os pais são os maiores exemplos que os filhos têm. Com isso, é fundamental que eles observem mais as próprias condutas e verifiquem como eles falam sobre os professores em casa. O professor é uma figura de autoridade na escola tão importante quanto os pais em uma família.

Não quero dizer com isso que os alunos não têm o direito de se expressarem ou mesmo a obrigatoriedade de aceitarem todas as determinações dos professores. Não obstante, deve haver colaboração e harmonia entre professores e alunos, e nao rixas e choque de ideias de uma maneira conflitante.

Quanto ao cyberbullying praticado contra os professores, infelizmente a cada dia tem se tornado mais comum, especialmente entre os jovens, o fato de a sociedade estar se apoderando de ferramentas que teoricamente poderiam promover bem estar e entretenimento para disseminarem difamações e intrigas. A atualidade tem transmitido uma falsa impressão de que agir violentamente contra os professores, mesmo que de uma maneira virtual, é algo divertido e que fará com que um grande grupo se sinta pleno. No entanto, é a educação desses alunos é que tem ficado comprometida diante dessas condutas de violência, sejam elas diretas ou indiretas. Os alunos não têm avaliado as implicações morais e éticas da violência contra os professores e estão se sentindo os donos da verdade, que têm o direito e agirem da maneira que bem entenderem. As redes sociais precisam ser utilizadas com bom senso. O que eu publico é passível de inúmeras interpretações e violência sempre gerará violência. Se o aluno atua com violência, em algum momento, ele sofrerá a consequência desse ato, recebendo uma educação de pouca qualidade e se formando como um sujeito incompleto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s