Viva a vida com menos exigências!

images

Há momentos em nossa vida que nos sentimos em um beco sem saída. Isso faz com que sintamos uma intensa tristeza por não ter conseguido aquilo que desejávamos. A grande questão é que nós, humanos, somos extremamente exigentes. O simples fato de conseguir atingir um objetivo não basta. Este deve ser alcançado exatamente da maneira que idealizamos. Caso isso não ocorra, afirmamos para nós mesmos que podemos nos sentir infelizes e que “não foi assim que imaginávamos a nossa vida”.

Não desejo e tampouco pretendo desvalorizar os problemas que todos nós temos que enfrentar no decorrer de nossas vidas, mas proponho que reflitamos sobre o peso considerável das exigências que estão conectadas às expectativas nem sempre realistas que fazem com que nos sintamos infelizes. A maioria de nós cobiçamos, seja consciente ou inconscientemente, que os outros nos deem atenção, compreensão e amor. Quando não recebemos isso, nos sentimos tristes e decepcionados. Também ficamos apanhados no cerco das expectativas em relação a nós próprios: imaginando que não vamos ter medo, nem sentiremos tristeza, que encontraremos um companheiro que nunca nos irá abandonar. Até esse ponto, estamos na normalidade. Não obstante, a atitude mandatória e exigente “tem de ser assim”, habitualmente, leva-nos ao desapontamento profundo quando isso não acontece. Nascemos e nos desenvolvemos em um contexto que faz com que acreditemos que é impossível se sentir bem quando não temos o emprego de nossos sonhos, quando não temos o parceiro que idealizamos, quando o nosso companheiro não tem disponibilidade para nos ouvir, nos compreender e auxiliar, ou ainda quando nossa mãe ou pai não atende o telefone quando precisamos imensamente falar com um deles. Nos sentimos mal também com o fato de o nosso chefe fugir de alguns problemas e atuar como se nada estivesse acontecendo ou com qualquer outra situação que gere desconforto.

Enfim, você considera correto ser feliz apenas quando o problema está completamente resolvido ou quando o que você planejou aconteceu exatamente da mesma forma que foi projetado? Vamos pensar diferente: tente introduzir uma nova visão e diga a si próprio (a): “eu vou me sentir bem mesmo que o problema ainda não esteja resolvido”. Diga ainda: “Eu prefiro que tudo corra tal como eu imaginava, mas caso isto não aconteça, eu estou disponível para procurar e aceitar uma outra possibilidade e me sentir feliz com isso”. Troque as exigências que você tem feito para si mesmo e para as pessoas de seu meio pessoal por preferências, pois caso o seu desejo não aconteça da maneira que você idealizou, dificilmente você se frustará com isso.

Exigir é algo forte e que exerce muita pressão. Por isso, é fundamental reconhecer a exigência logo no momento inicial da questão, muitas vezes experienciada com uma sensação de bloqueio. Pense que podemos e devemos desfrutar da vida mesmo quando esta não nos oferece condições que consideremos ideais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s