Pensamentos sabotadores: o pior vilão de quem deseja emagrecer

pensamentos-sabotadores

Como tenho observado que muitas pessoas vêm tentando emagrecer e por mais que invistam em dietas e exercícios, não têm êxito, tenho publicado textos com o caráter de educar a mente desses indivíduos, com o intuito de que eles se condicionem a pensar de uma maneira mais funcional e favorável diante da meta de emagrecer. Sendo assim, hoje falarei sobre um grande inimigo das pessoas que desejam emagrecer: os pensamentos sabotadores. Mas o que é um pensamento sabotador? Nada mais é que um pensamento que o incentiva a comer. Existem inúmeros pensamentos que fazem com que eu me permita comer, como, por exemplo, “eu sei que não deveria comer isso, mas hoje irei comer, porque tive um dia difícil”, ou ainda “vou comer bastante só hoje, porque irei em uma festa de aniversário. Na segunda recomeço a dieta”.

Por mais que você não tenha consciência, o pensamento sempre precede o ato de comer. Levar um alimento até a boca não é um processo automática. Antes de fazer isso, seu cérebro captou uma série de pensamentos que influenciam o que você iá fazer. É importante saber que os pensamentos sabotadores têm sua gênese quando você recebe um estímulo, ou seja, uma situação que estimula seu pensamento. E estímulos nos são enviados a todo tempo. Recebemos estímulos como a visão e o cheiro dos alimentos. Experimentamos ainda, sensações como a fome, sede ou o grande desejo de comer algo. Temos ainda os estímulos mentais, como pensar em comida, ler receitas culinárias, lembrarmos de um prato favorito ou simplesmente nos imaginarmos comendo. Lidamos constantemente com diversas emoções, como a raiva, a tristeza, a ansiedade, o aborrecimento ou a frustração, e esses sentimentos normalmente nos incitam a comer para buscar conforto ou nos distrairmos. Por fim, recebemos os estímulos sociais, já que muitas pessoas nos incentivam a comer ou ainda quando sentimos vontade de comer como as outras pessoas estão fazendo.

À medida que identificamos os estímulos que induzem o surgimento de pensamentos sabotadores, os quais nos levam a comer de maneira inadequada, podemos minimizar a nossa exposição a eles ou modificarmos a maneira de enfrentá-los. Tolerar a fome e o desejo incontrolável de comer; fazer as refeições pausada e tranquilamente, sempre sentados; lidar com as emoções de maneira produtiva e acreditar que realizar refeições saudáveis é uma condição muito mais importante do que comer para agradar as outras pessoas ou apenas para satisfazer um desejo momentâneo são procedimentos que, aos poucos, farão com que consigamos perder peso e manter essa perda a longo prazo.

É preciso ainda saber diferenciar a fome de outras sensações que, erroneamente, acabam sendo confundidas com a fome e que nos levam a comer, mesmo não sendo necessário naquele momento. Quando estamos verdadeiramente com fome, experimentamos uma sensação de vazio no estômago, normalmente acompanhada de ruídos. Já a sede faz com que sintamos secura na boca, secura esta que sugere que devemos tomar algum líquido. O desejo de comer, por sua vez, surge especialmente através de algum dos estímulos anteriormente mencionados, o que faz com que desejemos comer mesmo que tenhamos acabado de fazer uma refeição. Por último, o desejo incontrolável de comer faz com que sintamos urgência em comer algum tipo específico de alimento. Esse desejo vem acompanhado de uma grande tensão e uma sensação desagradável na boca, na garganta ou mesmo no corpo.

Reconhecer que vivenciamos todas essas experiências pode ser muito favorável para que tomemos a decisão certa sobre se alimentar ou não em determinados momentos. Lembre-se que é bem provável que em muitos momentos você usufruiu do alimento para se sentir menos tenso e mais relaxado. A decisão de não comer de maneira irregular também pode trazer esses benefícios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s