O grande poder das imagens mentais!

c22r47m2676

Conforme o psicólogo e investigador canadense Steven Pinker, além de várias pesquisas relacionadas ao mesmo objeto de estudo que o dele, as nossas vivências e experiências são representadas em nossa mente através de imagens mentais, formando ecos e reconstruções das percepções que temos de nossas vivências do atual momento, de memórias do passado e antecipações de situações e emoções do futuro.

Você já ouviu falar em imagética? Possivelmente sim!  E é muito comum que quando falamos em imagética, pensemos imediatamente em visualização. Certamente, ela usufrui do componente visual, mas também da sensibilidade auditiva, olfativa, gustativa e cinestésica. Todos esses componentes são muito poderosos, e surgem em todos nós em diversas intensidades e graus. Duvida? Bem, pense em quando ouviu uma música e foi automaticamente transportado/a para uma situação no passado em que essa música teve um significado especial. Isso ocorreu ou não? Claro que sim. Quando isso ocorre, entramos em um estado alterado de consciência, saindo do momento presente e sentindo a experiência do passado como se ela estivesse acontecendo no presente. Isto é um estado de hipnose! É o pensamento na sua qualidade sensorial pura.

O mais incrível nessa experiência hipnótica é que esta pode ser uma ferramenta ímpar nos processos de cura física e psicológica, na medida em que aciona todos os mecanismos sensoriais que por sua vez vão gerar alterações nos mecanismos fisiológicos, tais como alterações no tônus muscular, ritmo respiratório, sistema nervoso, química cerebral, funcionamento do aparelho digestivo, sistema imunitário, entre outros vários.

Existem algumas excelentes técnicas terapêuticas que lançam mão dos benefícios e do bom resultado da imagética, que normalmente são aplicadas no sentido de ajudar a aderir e processar sensações do passado, desbloquear e construir novas percepções e sensações relativamente a situações do futuro e alterar a nossa auto-imagem.

São requisitos cruciais para o uso da imagética com sucesso:

  • Ambiente calmo e propício, em que possa estar sozinho durante alguns minutos;
  • Objetivos bem definidos antes de iniciar o processo de imagética;
  • Usufruir de um estado alterado de consciência, como por exemplo a auto-hipnose;
  • E, principalmente, praticar com regularidade, ou seja, no mínimo, 3 a 4 vezes por semana durante 20 minutos.

É, Aristóteles realmente tinha razão. A linguagem da alma é mesmo a imagética!!!

Experimente conhecer como sua mente pode ser poderosa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s