Amor apaixonado e amor companheiro

Imagem

“O amor é fogo que arde sem se ver, é ferida que dói e não se sente…”. Como diria Camões, o amor apaixonado faz com que nos sintamos envolvidos em um constante fogo da paixão e deslumbre. Porém, é fato que, com o passar do tempo, o fogo da paixão diminui, o que faz com que vagarosamente essa intensidade seja transformada em normalidade, e o amor apaixonado se transforme em amor companheiro, cúmplice.

Organicamente falando, é praticamente impossível nos mantermos em um estado de paixão continuamente. E é por isso que o amor paixão se transforma, posteriormente, no amor companheiro. Não pense que isso é ruim. Pelo contrário: o amor companheiro é bastante saudável e natural, que visa nos proteger da exaustão e degradação física e psicológica.

Agora, engana-se muito quem acredita que, quando o sentimento se transforma em amor companheiro, não há espaço para a paixão. Há uma falsa ideia de que com o tempo a paixão de consome eternamente. O investimento constante na relação, alimentando-a, cuidando-a a cada dia, apimentando-a com criatividade, pode promover um amor companheiro repleto de paixão. Seguem então algumas dicas para que a paixão sempre faça parte do relacionamento:

Que tal investir na mudança da rotina e encontrar algo novo para fazer, a dois? Mesmo casados, experimentem agir como namorados. Determinar um dia da semana para saírem a dois é perfeito. Além disso, há também a alternativa de fazerem alguma atividade juntos, como um curso ou um esporte.

Dar demonstrações de afeto é fundamental: Dizer ao outro que o ama e o quanto ele é importante para você é muito bom e certamente potencializa a relação. No entanto, não podemos nos deter somente à linguagem verbal: tocar, olhar, dar carícias e beijos é estimulante não somente para quem recebe, mas para quem fornece esses carinhos. Essas atitudes fazem com que o casal fique mais próximo e feliz. Até mesmo na realização das atividades domésticas riam juntos, se toquem.

Surpreenda o outro! Quando conhecemos bem o nosso parceiro, sabemos sobre as coisas que ele gosta. Por isso, surpreenda-o! Que tal uma sessão de massagem depois de um dia cansativo? Ou um banho em conjunto? Ou ainda uma massagem sensual no celular? Ousem mais! Que tal uma viagem romântica? Proponha novas atividades!

Dialogar é preciso: Devemos sempre nos comunicar com nosso parceiro, deixando claro as satisfações, os incômodos e os desconfortos da relação. Isso facilita a convivência relacional e sexual. Divulgar o que pensamos e sentimos aumenta a confiança do parceiro.

Seja sensual! Se atreva entre quatro paredes! Experimente fazer uma dança sensual, use uma lingerie sexy, faça uma massagem erótica… Enfim, liberte-se!

Brinquem e riam juntos: Deixe a criança que há em você falar mais alto em alguns momentos da relação! Brinquem de correr, de lutinhas de almofadas, façam cócegas no companheiro. Essas atividades, tão gostosas e simples, permitem não só a partilha da companhia um do outro, de uma forma divertida e solta, como promove o aumento do interesse sexual, através da ativação física e hormonal.

Finalmente, valorizem sempre a relação, comemore! Não espere datas de aniversário para celebrar a relação. Façam-na com criatividade, de maneira surpreendente. Usufruam da imaginação e ative o fogo da paixão. Mantenha-se íntimo e apaixonado!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s