Tempo de adoecer? Adoecer para aprender a ter saúde!

Imagem

Você já parou para pensar que tem sempre uma companhia constante? É, isso mesmo. Você tem uma companhia fixa, fundamental para sua vida: você mesmo. Estamos a todo tempo conosco, seja quando estamos sozinhos ou em meio a outros sujeitos. Apesar disso, dificilmente reservamos um tempo para cuidarmos de nós mesmos, tanto internamente quanto externamente. Estamos dispostos a lidar, normalmente, com os conteúdos prontos, que vêm de fora. É exatamente por isso que, mesmo com uma convivência diária conosco, lidamos com uma vida ausente de reflexão.

O mais curioso é que sempre temos uma diversidade de desculpas para nos conectarmos em tudo o que se passa externo a nós, mas não foquemos em nosso próprio interior. Quando desejamos verdadeiramente refletir sobre nossa vida, nossos princípios, nossa atual situação, nossas perspectivas, nós podemos. O grande desafio é sentir vontade para tal.

Incrivelmente, nós temos a capacidade de vivermos desse modo por anos a fio, sem que absolutamente nada nos incomode nesse sentido. Porém, em algum momento, que é variável de pessoa para pessoa, se não há qualquer tipo de reflexão sobre os próprios comportamentos, atitudes, desejos, o nosso corpo se paralisa, o que nomeamos de parada por imposição orgânica, ou seja, adoecemos. E por mais que tentemos ignorar a doença, esta tentativa é completamente inadequada, na medida em que o adoecimento causa dores, fraqueza, indisposição… nos levando ao repouso forçado.

A partir dessa perspectiva, podemos constatar que quase todas as doenças que desenvolvemos são causadas por nosso psíquico, ou seja, há a tão falada psicossomatização, que é uma mal que se origina em nosso psíquico e que em algum momento é transmitido para o nosso corpo. Nada em nosso corpo aparece aleatoriamente. Tudo nele é investido mentalmente de forma consciente ou não.

Sendo assim, precisamos assumir a responsabilidade de refletir sobre nossa existência com nossa doença, e aproveitar a pausa na vida para refletir sobre como estamos vivendo. Não nos irritemos com a limitação. Utilizemos dela para um bem maior: nossa saúde.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s